MEDICINA DENTÁRIA

Em medicina dentária temos uma solução integrada com as mais diversas especialidades interligadas entre si com recurso a um laboratório próprio, equipado com as mais recentes tecnologias digitais, materiais e com técnicos de prótese dentária altamente diferenciados, é uma componente fundamental para que os cuidados aos nossos pacientes sejam mais rápidos e personalizados.

O laboratório de prótese interno permite uma comunicação direta entre o médico dentista, o paciente e o técnico de prótese dentária, desenvolvendo soluções altamente personalizadas e de elevada qualidade estético-funcional.


Cirurgia Geral

A cirurgia geral é a área da medicina dentária que se dedica ao diagnóstico e tratamento cirúrgico das doenças, lesões, e anomalias dos dentes, boca maxilares e estruturas anexas. O campo de atuação é muito extenso:

  • Extração dentes inclusos ou presentes na arcada
  • Cirurgia endondôntica
  • Cirurgia quistica ou tumoral
  • Cirurgia periodontal
  • Implantologia
  • Cirurgia Pré-Protética

Dentisteria
É a área da medicina dentária que se dedica a repor a estrutura dentária perdida seja por fratura ou lesão por cárie. O material mais usado nas restaurações é a resina composta, apresentando uma vasta gama de cores que permite uma maior aproximação à cor natural do dente.
Endondontia

Também reconhecido por desvitalização, o tratamento endodôntico consiste no acesso ao interior do dente para proceder à desinfeção e selagem do sistema de canais radiculares. Em alguns casos o tratamento endodôntico (vulgarmente conhecido por desvitalização) é a única solução por forma a manter o dente em boca.

Higiene Oral

A Higiene oral é uma especialidade de medicina dentária oral que se dedica ao diagnóstico e à prevenção de doenças orais. Nas consultas de manutenção são avaliados os hábitos de higiene oral, devem ser feitas visitas regulares pelo menos de 6 em 6 meses para prevenir problemas dentários.

Perguntas Frequentes

As crianças devem aprender a escovar os dentes corretamente a partir dos 3 anos de idade e são necessários controlos, ainda que se trate de dentes de leite.
É importante que a criança adquira o hábito de lavar os dentes. Nestas idades é complicado manter a disciplina, pois muitas vezes não fazem grande caso do que dizem os pais. Utilizar jogos ou pequenas histórias podem tornar esta rotina mais entusiasmante.
Se adquirirem o hábito de escovar os dentes nestas idades, é muito difícil que o abandonem de futuro. Gozarão, assim de uma boa saúde bucal. As visitas das crianças à clínica dentária serão mais frequentes porque os dentes de leite são mais frágeis que os definitivos, pelo que as cáries se desenvolvem mais facilmente.

As escovas de dentes devem ser de dureza média a suave. Se forem muito rijas, podem desgastar o esmalte dos dentes. Não é necessário utilizar escovas muito rijas nem pressioná-las muito para fazer uma boa higiene. Por vezes a ânsia de se escovarem bem os dentes, exerce-se demasiada pressão e pode-se lesionar a gengiva.
O uso de escovas suaves é habitualmente indicado para pacientes que tenham realizado algum tipo de cirurgia. Este tipo de escova faz com que a lavagem dos dentes seja mais suportável.
Em geral as escovas com cerdas duras são desaconselhadas, pois o seu uso prolongado pode provocar alterações ao nível da gengiva. A ideal será uma escova média, em caso de dúvida é sempre aconselhável consultar o especialista.

É preciso mudar de atitude e ir ao médico dentista duas vezes por ano, para fazer controlo e eliminar a placa bacteriana que se acumula entre os dentes, mesmo na ausência de problemas ou dor.
Seguir as medidas preventivas, tais como higiene diária e visitas ao dentista para uma higienização profissional, pode evitar muitos problemas no futuro.

servicos-slider-2-8.jpg
servicos-slider-2-9.jpg
servicos-slider-2-10.jpg
servicos-slider-2-11.jpg
servicos-slider-2-12.jpg
Implantologia

A implantologia é o ramo da medicina dentária que inclui procedimentos relacionados com substituição de dentes perdidos por implantes e atos cirúrgicos associados.

Grande parte das intervenções cirúrgicas são feitas com anestesia local. São técnicas bastante simples na maior parte dos casos.


Oclusão

A oclusão dentária é a forma como os dentes se relacionam entre si. Para se obter uma oclusão ideal é necessário que se estabeleça uma correta relação entre os maxilares, e um posicionamento dentário que permita a manutenção de todas as funções orais. Dois problemas mais comuns nesta área são a disfunção têmporo-mandibular e o bruxismo.

Uma má oclusão pode acarretar dores de cabeça, pescoço, ruídos na articulação, zumbidos, dificuldades ao mastigar ou limitações na abertura da boca.


Odontopediatria (crianças)

Esta área abrange a educação de hábitos de saúde oral e a prevenção de futuros problemas de boca e dentes.

A primeira consulta ao médico dentista é recomendada até ao primeiro ano de idade, para se poder avaliar e informar os pais das medidas preventivas de saúde oral.

Por volta dos três anos de idade a criança tem a dentição decídua completa e mais tarde por volta dos seis anos, idade em que inicia a chamada dentição mista (dentes de leite e dentes definitivos) é essencial uma visita ao médico dentista. O diagnóstico é a melhor solução para a boca e dentes sãos.


Ortodontia

A ortodontia é a especialidade da medicina dentária que abrange a correção do posicionamento dentário e do desenvolvimento facial através do aparelho dentário. Indicado em qualquer idade, o aparelho contribui para alcançar um sorriso estético e funcional.

  • Aparelho fixo
  • Aparelho ortopédico e funcional
  • Aparelho invisível (Invisalign)
servicos-slider-2-8.jpg
servicos-slider-2-9.jpg
servicos-slider-2-10.jpg
servicos-slider-2-11.jpg
servicos-slider-2-12.jpg
Periodontologia

Especialidade da medicina dentária que se dedica à prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças periodontais: gengivite e periodontite.

Estas doenças resultam da acumulação de bactérias nos tecidos da cavidade oral, afetando as estruturas responsáveis por manter a firmeza dos dentes nos maxilares.

Os procedimentos nesta especialidade são: raspagem, alisamento radicular e descontaminação bacteriana, com excelentes resultados, permitindo aumentar a longevidade da dentição.

A doença periodontal influência a saúde em geral, agrava diversas doenças sistemáticas como a diabetes, doenças

cardiovasculares, doenças respiratórias, osteoporose, alzheimer, parto prematuro, AVC, entre outras.


Reabilitação Estética

Existem duas formas de reabilitar a cavidade oral com dentes fixos:

  • Prótese fixa dento-suportada
  • Prótese fixa implanto-suportada


A decisão entre as duas opções depende da quantidade de osso existente, da condição dos dentes vizinhos e do resultado estético desejado.


Branqueamento Dentário

Dentes manchados ou escurecidos já não se aceitam socialmente, em dia.

Os dentes podem ser branqueados com um sistema caseiro de branqueamento, em que o paciente vai verificando o tom que os seus dentes atingem, progressivamente, com o recurso a goteiras personalizadas. Branqueamento em consultório é mais rápido, conseguindo atingir o tom numa só sessão no gabinete dentário.


Reabilitação Oral

A reabilitação oral envolve um conjunto de técnicas e tratamentos que tem como objetivo restaurar a estética oral e a função normal dos dentes, gengivas, e tudo o que inclui a saúde bucal.
Deve ser feito um planejamento individualizado, pelo dentista com recurso a exames. Pode ser necessário reparar os dentes danificados, partidos ou gastos, a correção da oclusão dentária (usando aparelho ortodôntico), colocação de próteses fixas, branqueamento dentário, facetas e lentes dentárias, implantes, entre outras coisas.
A reabilitação oral tem um efeito muito positivo sobre a qualidade de vida e autoestima do paciente.

Radiologia

Assim como na medicina, os exames de imagem como o Rx é um recurso muito utilizado na odontologia para que o dentista possa verificar as características do osso do paciente, o posicionamento das raízes e dentes inclusos (dentro do osso) entre outros.

Existem vários tipos de radiografias, adequadas para cada situação. Elas não causam dor e não oferecem riscos aos pacientes, desde que sejam realizadas com a proteção necessária.

Urgência

Para os menos precavidos e mais descuidados, que deixam chegar às últimas consequências situações dentárias. A Medicina Dentária de hoje tem meios para em curtos minutos resolver certas situações. Na PMF nunca é recusada uma urgência.

A dor é algo difícil de transpor.
Nós ajudamo-lo.


Perguntas Frequentes

Devem escovar-se os dentes todas as manhãs após o pequeno-almoço e, principalmente após o jantar. A escovagem dos dentes deve ter uma determinada duração, para que seja eficaz. Um minuto e meio será o tempo mínimo necessário para limpar corretamente os dentes, fazendo movimentos pequenos e circulares.
Também é importante vigiar o estado das cerdas da escova, já que se não estiverem em condições, a escovagem não será bem feita. Recomenda-se a substituição da escova a cada 3 meses.
O fio dentário é imprescindível para se ter uma saúde bucal completa. “Ele é capaz de penetrar em regiões que a escova não consegue, prevenindo doenças gengivais e cáries, principalmente entre os dentes.” O dentista esclarece que quanto mais utilizar essa ferramenta, melhor, e de preferência, antes de dormir.

  • 1º Segure cuidadosamente o dente pela coroa;
  • 2º Lave-o com soro fisiológico, ou com leite;
  • 3º Coloque o dente no seu lugar (de onde saiu), ou dentro de um copo de leite ou com soro fisiológico, ou ainda entre a bochecha e a gengiva.
  • 4º Procure o seu médico dentista o mais rápido possível, preferencialmente nos 30 minutos seguintes.

Não há uma idade limite, esta está relacionada com a quantidade e qualidade de suporte ósseo e periodonto que tem. Quer tenha 20 ou 60 anos, se pretende fazer uma correção ortodôntica, consulte o seu médico dentista que através de uma completa avaliação, lhe dirá quais as probabilidades de sucesso do tratamento.

servicos-slider-3-7.jpg
servicos-slider-3-15.jpg
servicos-slider-3-14.jpg
servicos-slider-3-13.jpg
servicos-slider-3-2.jpg